Posso Estar...

Posso estar naquele perfume, que ficou perdido em alguma carta de amor.
Posso estar debruçada em alguma lembrança sua, sentindo vontade de revivê-la.
Posso estar perdida em alguma gaveta, debaixo de algum caderno de anotações ou dentro de algum álbum de fotografias.
Posso estar dentro da sua memória, ainda jovem, ainda ingênua, ainda presente.
Posso estar naquela poltrona do cinema, aquela que nos beijamos durante todo o filme, que já nem lembro o nome.
Posso estar naquele parque que fomos, onde o sol nos queimou, onde a grama nos relaxou.
Posso estar solta em alguma chuva de primavera, molhando seu rosto, beijando seu gosto.
Posso estar em todos os lugares, até mesmo no seu coração, escondida de todos, passando despercebida.
Posso estar, mas não posso ser.
Ser aquela que te abraça nos dias frios, aquela que se banha ao seu lado nos dias quentes.
Ser aquela que te dá a mão quando está no parque, ou aquela que compartilha uma música colada em você.
Ser aquela que acorda ao seu lado, que cuida das suas feridas e beija seu peito.
Ser aquela que você pensou ser a única, que desejou ser para sempre.
Ser aquela que teria uma vida inteira para te escrever poemas, te mandar bom dia por mensagens quando você já tivesse saído para trabalhar.
Ser aquela que se declara nos aniversários, que faz surpresas infinitas.
Não sou amor, não sou dor, sou o passado, sou sua história.
Posso em algum momento ter sido sua metade, mas hoje só consigo ser a sua saudade.



Comentários