Através de milênios impossíveis,
Desertos são descobertos.
São páginas da vida,
Literatura de grandes sonhos.

Minhas promessas são cumpridas,
Meus desejos realizados.
São viagens pelas estações,
Onde destinos são contemplados.

As mentiras somem sem deixar vestígios.
As palavras surgem como um truque espontâneo.
A melodia já pode ser entendida,
Depois da ausência da ilusão.

São assim as estações:
Procuram deixar marcas
Pra com as lembranças ficar,
Tiram profundas emoções
E faz morada em um olhar.

Estações que vão,
Estações que vêm.
E nessa inércia no tempo,
O coração prova
O sabor de cada período da vida.



Comentários