Perdida em dunas de areia
Envolvida em véus,
Ameaçada pelo destino
Amedrontada pela razão.
Os olhos se renderam ao amor...
Um amor
Que ultrapassa limites
E desobedece a razão.
Um amor
Que a vida trouxe.
No balanço do tempo
Esse amor sobreviveu.
Um corpo coberto
Que segredos guardavam.
Véus sagrados
Que escondiam a verdadeira beleza.
Amor que pelo mundo foi amaldiçoado
Mas que por Deus foi abençoado.
As lágrimas são os degraus
Que as pernas sofrem em subir,
Mas que lá no topo dessa subida
Está a felicidade
Entrelaçada pelo destino,
Um futuro que os desejos alimentaram.
Um destino
Que só com a força do amor
SOBREVIVEU.



Comentários