Marla de Queiroz

Declaração de Amor / Autores

Gente carente não se apaixona, faz reféns

Gente carente não se apaixona, faz reféns.



Abraço é coisa tão séria que não se empresta

Abraço é coisa tão séria que não se empresta, se dá!



Não sou sempre flor

Não sou sempre flor. Às vezes espinho me define tão melhor. Mas só espeto os dedos de quem acha que me tem nas mãos.



Eu não tenho medo do amor

Eu não tenho medo do amor. Eu tenho medo é de amar quem tem medo dele. Amar quem teme o amor é como se apaixonar por uma sucessão de desistências.