Passa o tempo,
Naufraga as palavras
No mar do meu coração.
Desvenda os segredos
Das fantasias armadas,
Que sopram a solidão.

Pedi socorro
Movi moinhos,
Sonhei lembranças.
Escalei montanhas,
Encontrei esperanças.

Palavras sem sentidos,
Caminho sem razão.
O que ouves meus ouvidos,
Não atingi meu coração.

São promessas incompletas
Sem razões pra se cumprir.
Minhas pegadas são retas,
Pra com a distância seguir.

Talvez em outro destino,
Me encontro sem chorar.
Na alvorada deste mundo,
Talvez eu deixe de te amar.



Comentários